Controller Inventários

image 01


É a empresa líder em seu segmento no mercado gaúcho.
Com sede em Canoas/RS, é consagrada pela excelência
de seus INVENTÁRIOS e total confiabilidade de seus
sistemas operacionais, além de oferecer serviços de
consultoria na área de GESTÃO DE ESTOQUES e
PREVENÇÃO ÀS PERDAS.

Possui a equipe que mais entende de inventários e um completo parque de coletores de última geração para
oferecer serviços de altíssima confiabilidade e velocidade.

Nossas Notícias

O comércio varejista no Brasil sofreu prejuízos de quase R$ 4 bilhões ANUAIS apenas diante do furto de mercadorias por parte de clientes e pelos próprios funcionários de lojas. Os dados foram divulgados pelo Centro de Pesquisas de Varejo, no Reino Unido, que alerta que a recessão mundial gerou uma alta sem precedentes no volume de furtos por parte de clientes em lojas nas maiores economias do mundo. A maior surpresa para o centro de pesquisa foi a descoberta que a maioria dos “novos furtos” foi realizado por pessoas da classe média. A pesquisa foi feita em 41 economias com mais de mil redes de lojas de forma confidencial.
O levantamento havia sido encomendado pela empresa de segurança de redes de comércio, Checkpoint Systems. Em todo o mundo, a alta nos furtos no ano da recessão foi de 5,9%, totalizando US$ 115 bilhões. Para os pesquisadores, o resultado está relacionado com a crise mundial e à queda do poder aquisitivo de uma classe de consumidores que não estavam acostumados a sofrer privacidades.
No Brasil, o aumento dos furtos ficou acima da média mundial, em 6,6%. Mas o país apresentou dados menores que Europa, Japão ou Estados Unidos. No Brasil, ao contrário de outras economias, a maior parte dos furtos (41%) foi realizada por funcionários das lojas. Clientes foram responsáveis por 33%, sendo que o restante teria sido gerado por fornecedores das mercadorias e no transporte. Os dados divulgados pela entidade indicaram que o furto aumentou em 8,8%, em lojas de varejo nos Estados Unidos no período médio de UM ano.